+351 910 636 215 / +351 214 969 080 info@weinnov.pt

sistemas de energia

Proteção contra todo o tipo de falhas no fornecimento de energia elétrica, proporcionando uma fonte limpa e segura às cargas mais sensíveis
saber mais

tipologias de ups

Apesar de todas as UPS protegerem as cargas contra os cortes de energia elétrica, existem três tipologias principais em que se baseiam, são elas: off-line, line-interactiva e on-line.

A vantagem ou desvantagem de utilizar qualquer uma das tipologias prende-se principalmente com o tipo de cargas a proteger, (sensibilidade das cargas aos problemas da rede elétrica).

Tipologia Off-Line

A tipologia off-line é a mais simples das três tipologias e pode descrever-se através do seguinte diagrama de blocos.

Os quatro componentes principais da unidade são: o carregador de baterias, o banco de baterias, o ondulador e o comutador de “by-pass”.

O carregador converte a tensão alternada da rede elétrica em tensão contínua que será armazenada no banco de baterias. O ondulador gera uma tensão alterna a partir da tensão contínua das baterias, que será utilizada na alimentação da carga, finalmente, o comutador de “by-pass” possibilita a ligação da carga á rede elétrica ou ao ondulador.

O funcionamento das unidades off-line pode descrever-se da seguinte forma: quando a tensão da rede está presente o comutador encontra-se na posição rede –> carga e todos os problemas da rede elétrica passam para a carga. Para todos os efeitos, neste caso, a carga fica na situação de como se estivesse ligada diretamente à rede elétrica.

Além da rede elétrica estar a alimentar a carga, está também a fornecer energia ás baterias através do carregador.

Quando há uma falha na alimentação, o comutador passa para a posição inferior e a carga fica a ser alimentada pela energia proveniente das baterias que é convertida em tensão alternada pelo ondulador. Neste caso, o carregador deixa de poder alimentar as baterias, sendo o tempo de alimentação da carga dependente do número de baterias e da capacidade das mesmas.

As UPS com esta tipologia são normalmente utilizadas para alimentar aparelhos que não necessitam de grandes proteções e que toleram bem os microcortes, uma vez que o comutador de “by-pass” é, na maioria das vezes, implementado com recurso a um relé electromecânico com tempos de atuação acima do recomendado, por exemplo para os computadores.

As unidades com este tipo de tipologia têm no entanto, a vantagem de terem preços mais acessíveis em relação ás restantes tipologias.

Tipologia Line – Interativa

A tipologia line-interativa é muito semelhante à off-line, com a vantagem adicional de proteger a carga contra as subtensões e sobretensões, tendo para o efeito um módulo regulador de tensão. O diagrama de blocos desta tipologia é apresentado na figura seguinte:

Quando a tensão da rede está presente o comutador encontra-se na posição rede –> carga e a alimentação processa-se no sentido rede –> regulador de tensão –> carga, sendo a carga protegida contra as subtensões/sobretensões. Além da rede elétrica estar a alimentar a carga, está também a fornecer energia ás baterias através do carregador.

Quando há uma falha na alimentação elétrica, o comutador passa para a posição inferior (ondulador –> carga) e a carga fica a ser alimentada pela energia proveniente das baterias que é convertida em tensão alternada pelo ondulador. Neste caso o carregador deixa de poder alimentar as baterias sendo o tempo de alimentação da carga dependente do número de baterias e da capacidade das mesmas.

Nesta tipologia a carga fica protegida contra as subtensões/sobretensões e cortes. Se o “by-pass” for implementado com recurso a relés electromecânicos os microcortes continuam a existir. No entanto se o “by-pass” for estático (com recurso a semicondutores), o tempo de comutação rede –> ondulador é quase nulo.

Tipologia On-Line

Esta é a melhor das três tipologias visto que protege a carga de todos os tipos de problemas da rede elétrica.

Como se pode ver na figura, nesta tipologia não existe o comutador de “by-pass”. A tensão de entrada (sinusoidal) é rectificada pelo carregador resultando na tensão contínua que carrega as baterias e que alimenta o ondulador, este último trata de converter a tensão continua em alternada que irá alimentar a carga.

Quando há um corte de energia as baterias fornecem a energia necessária ao funcionamento do ondulador.

Existe um isolamento total entre a entrada e a saída o que possibilita a proteção da carga contra todos os problemas existentes na alimentação elétrica.